O GRANDE MATÁ-MATÁ (história contada pelos antigos)
Em meu trabalho de pesquisa dentro da comunidade, fiz algumas entrevistas orais com os mais antigos da comunidade e eles me contaram várias histórias que muitos delas foram contadas pelos seus pais, avós e que passaram de geração em geração e que ao longo do tempo depois que a tecnologia chegou dentro da comunidade estão sendo esquecidas pelos mais novos. E diante dessa problemática resolvir escrever um livro transcrevendo essas histórias para que nunca morra a história do nosso povo wapichana. o título do meu livro é CONVERSANDO COM OS MAIS VELHOS (A história dos antigos) veja pequenos trechos dessas histórias.

 
O GRANDE MATÁ-MATÁ

Existiu um Wapichana na Comunidade Canauanim por nome AugustinhoSolon, um certo dia ele saiu para pescar junto com seu filho Lourival, que na época tinha dez anos de idade. Eles saíram para pescar em um rio distante da comunidade, o rio tinha muitos peixes e também muitas caças, quando lá chegaram ele foi até um poço muito grande e viu muitos peixes enquanto pediu para seu filho fazer o fogo para assar peixes para o almoço.
            Alguns pescadores e caçadores falavam que o rio era mistérioso, pois ninguém podia lavar prato com resto de comidas, nem lavar caça, e nem tratar peixe em suas águas que lá morava um bicho que era o pai do rio, quando ele ficava bravo um estrondo se ouvia dentro do rio e um grande temporal surgia e partia para cima de quem o desafiasse,
            Augustinho chegou no poço e começou a flechar algumas matrinchãs, e depois resolveu jogar sua tarrafa, deu a primeira laçada e muitos peixes vieram, ele encheu sua darruana e logo depois deu a segunda laçada, mas sentiu alguma coisa se mexendo, viu as águas borbulhando e tomou um grande susto quando la naquele poço surgiu um grande mat;a-matá, ele era muito grande e era do tamanho do poço. Augustinho ficou muito espantado, pois nunca tinha visto um bicho daquele tamanho, ele começou a fazer sua oração e o bicho não fez nada com ele.
            Um paje bateu folha um dia e disse que o grande mata-mata era mesmo o pai do rio, mas ele o expulsou de la e o bicho cavou um tunel por baixo da terra e foi morar la no lago do cariri la para o lado da colônia São Francisco, ninguém nunca conseguiu mais ver esse bicho e por isso esse rio ficou conhecido como mata-mata e muitos mata-matas pequenos surgiram por la.

1 Response
  1. Anônimo Says:

    Parabenizo sua iniciativa e você tem razão : grandes histórias, fatos e experiências notáveis serão perdidas se não forem divulgadas,será como disperdiçar um tesouro cultural que foi juntado durante milênios de sacrifício pelas sociedades que sempre estiveram por aqui e que após a colonização das américas passaram a ser consideradas como primitivas,esta história e mitologia não deixa nada a dever à historia e mitologia das outras grandes nações mundiais.


Postar um comentário

  • RELÓGIO

    IVONIO SOLON BLOG