TIMBÓ: A RAIZ VENENOSA
O timbó é uma raiz Venenosa encontrada nas matas das maioria das comunidades indígenas de Roraima. durante muito tempo nossos antepassados usaram esse veneno para fazer suas pescarias, isso contribuiu para a escassez de peixes em nossos lagos, rios e igarapés. famílias inteiras participavam dessas pescas e arrancavam na mata o timbó que é semelhante ao cipó esse é chamado o três quina, o outro é o de planta que geralmente é plantado nos quintais. o de raiz é batido com um cassete de pau até ser extraído o seu leite (veja figura) e depois é espalhado na água o veneno se espalha rapido e todos os seres vivos daquele ambiente são exterminados, geralmente (carangueijos, piabas, cobras, arraias,tracajás, jacarés etc), depois disso a água também fica contaminada, afastando os animais da mata ou campo que dependem da água para beber, fora os peixes que os parentes não conseguem pegar e apodrecem no outro dia. o timbó de planta faz o mesmo efeito, só que é menos venenoso que o de raiz. Atualmente em algumas comunidades essa prática está sendo banida e as lideranças tem colocado punição para os que insistem em usar esse metódo dentro da comunidade, essa punição está dentro dos regimes internos de cada comunidade. Temos que preservar o nosso ambiente para as nossas crianças, pois hoje em nossa comunidade os peixes e as caças estão cada vez mais difícil, os caçadores e os pescadores estão tendo que sair para caçar e pescar nas áreas dos fazendeiros, sendo ameaçados de morte pelo simples fatos da sobrevivênvia.    
 

4 Responses
  1. Este comentário foi removido pelo autor.

  2. Bom dia Ivonio, parabéns pelo texto, é excelente. Estou fazendo um artigo que trata do timbó. Gostaria de citar as informações aqui expostas, entretanto, não consegui dados seus que também gostaria de mencionar, como nacionalidade, profissão, etnia, enfim. De qualquer maneira, se puder me ajudar ficarei muito grato. Aguardo resposta.
    Att.: Sadir Jr



  3. só não concordo com invasão de propriedade alheia tendo como motivo a festa de comunidades....


Postar um comentário

  • RELÓGIO

    IVONIO SOLON BLOG