Primeiro Juri Popular Indígena do Brasil será Realizado em Roraima
Réus Alegam que tentaram matar um Canaimé (um espiríto do mal na crença Indígena) o julgamento será no dia 23 de Abril de 2015.


MATURUCA

A Comarca de Pacaraima do Tribunal de Justiça de Roraima  (TJ/RR) Irá realizar no dia 23 de Abril de 2015, o Primeiro Juri popular do País de um crime cometido em Comunidade Indígena com Reús e vitimas Indígenas. O que motivou o crime, foi uma tentativa de homicidio na Reserva Raposa Serra do Sol, foram questões culturais. O fato inédito poderá ter cobertura da TV Justiça.
Os Réus cometeram o atentado justificando que a vitíma é um Canaimé, considerado pela crença indígena como um espiríto do Mal. o Juiz da comarca de Pacaraima, Aluízio Ferreira, afirmou que a justificativa dos acusados é que a vitíma já havia matado dois membros da mesma comunidade, onde sofreu o atentado. Ferreira acredita uqe a convicção cultural dos réus, será utilizada pela defesa, os réus tentaram matar a vitíma sob a alegação de que ela seria o espiríto do Mal. Como isso é uma crença indígena, provavelmente será utilizadas como justificativa, ressaltou o Juiz.
O julgamento ocorrerá na comunidade do MATURUCA, situada na região da terra indígena Rsposa Serra do Sol, no Município de Uiramutâ. O local é considerado Síbolico e importante na defesa das Comunidades Indígenas na época da Demarcação e Homologação da Reserva e onde está situado Monumento que lembra tal fato Histórico. O Juiz da comarca de Pacaraima Aluízio Ferreira, explicou que Autoridades indígenas foram consultadas antes da intervenção da Justiça.
Em Dezembro do ano passado Nós nos reunimos com os representantes das cercas de 300 com unidades da Região. Na ocasião, mais de 270 lideranças concordaram com a realização do Julgamento, explicou.

FONTE: JORNAL FOLHA DE BOA VISTA MARÇO DE 2015.
  • RELÓGIO

    IVONIO SOLON BLOG